MERCADO

 

CARTÃO POSTAL

Reforma no compasso de espera


PLANEJAMENTO

Ações conjuntas para RM de Porto Alegre


PRECAUÇÃO

Setor imobiliário reforça seus caixas


ESTATÍSTICAS

IBGE anuncia inovações


Página 1

CARTÃO POSTAL

Reforma no compasso de espera

 

Obras da Hercílio Luz sem data para término

Florianópolis, SC - Na semana (16 a 20, maio, 2011) que marcou os 85 anos da Ponte Hercilío Luz, a Câmara de Vereadores de Florianópolis promoveu uma audiência pública, na tentativa de obter informações sobre os prazos para conclusão da reforma e o destino do principal cartão postal de Santa Catarina.

A ponte foi desativada em 1982, e a inauguração das obras de restaurações ainda são uma incógnita. O contrato para a última etapa de restauração e reforma da ponte termina em 2012.

Celso de Magalhães Carvalho, diretor da Prosul, uma das empresas que integram o consórcio responsável pela execução da reforma, apresentou o andamento das obras e informou que fatos novos poderão adiar a inauguração. "Muitos problemas não constavam no projeto original", declarou.

Em 09 de maio, o Governo do Estado assinou contrato de R$ 6,44 milhões com a Prosul, para o projeto de instalação do metrô de superfície. A preferência é que passe pela Ponte Hercílio Luz, mas depende dos estudos.

O projeto original de restauração previa a suspensão da ponte por cabos de aço, mas a solução a adotar deverá ser a construção de uma base de sustentação do vão principal. Os olhais (elementos de sustentação, entremeados por parafusos) também serão substituídos por cabos de aço. "Dificuldades vão obrigar intervenções adicionais", explicou Carvalho.

A segunda etapa de recuperação foi orçada em R$ 154 milhões, no entanto, o orçamento foi aumentado para R$ 163,45 milhões, e poderá ser ampliado novamente, devido às novas modificações ao projeto original.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia de Santa Catarina (Crea-SC), engenheiro agrônomo Raul Zucatto, cobrou compromisso político nas obras.

"A ponte Hercílio Luz é patrimônio histórico de Florianópolis e de Santa Catarina, e não tem preço. Além disso, é o símbolo mais representativo do nosso Estado. Tenho certeza que os profissionais da engenharia encontrarão as soluções necessárias para colocar a ponte novamente em funcionamento, com a devida segurança”, estimulou Raul Zucatto.

 

fonte: Crea-SC

©2008 Aldebaran Urbanismo todos os direitos reservado